Corpo Docente




A Maestro´s Music School conta com um corpo docente de destaque no panorama musical nacional e internacional. Motivado para assegurar o maior sucesso possível, a sua elevada qualificação permite o desenvolvimento de planos individuais, personalizados em virtude de cada aluno.

Ricardo Januário

Diretor Artístico, Professor de Violoncelo, Música de Conjunto, Formação Musical, Composição, Orquestra, Coro, Canto, Instrumentos tradicionais, Iniciação.

Ricardo Januário Ribeiro Ferreira 

Nasceu em Mirandela, a 2 de Dezembro 1984. Iniciou os seus estudos musicais aos 12 anos de idade na Escola Profissional de Arte de Mirandela (Esproarte), na classe do professor Arnold Richard Allum. Mais tarde, com o professor José Francisco Dias.

Estudou entre 2002 e 2007 na classe do Professor Elias Arizcuren e Ran Varon, na Hogeschool voor de Kunsten (Fine Arts), (Universitait van Musiek), em Utrecht (Holanda), onde concluiu a licenciatura em Music Teaching and Performance com distinção.

Durante o seu percurso académico:

Frequentou Masterclasses com Violoncelistas de renome internacional, tais como: Paulo Gaio Lima, Miguel Rocha, Pieter Wispelewey, Anner Bylsma, Patrick Demenga, Márcio Carneiro, Dimitri Perlin, Dimitri Fertshman, Timora Rosler, Raphael Wolfish, Jeroen den Herder, Gavriel Lipkind, Asier Polo, Vivian Makie, Jeroen Den Herder, Jeroen Reulling e Jad Barahal, entre outros.

Tocou em várias formações como: Benelux Trio, Modern Quartet, HKU string quartet, Netherlands Camerata, Luso Cello Ensemble, Aproarte, Esproarte, Metropole Erasmus Orchestra, HKU string Orchestra, NSO Orchestra, Rotterdam Continuo (Opera) entre outras.

Desde 2007 desempenha uma intensa atividade pedagógica. Foi Professor da Class Jong Talent (Utrecht), professor de violoncelo, Diretor de Orquestra e coordenador do projeto Orquestra Geração de Mirandela, professor da Academia de Música de Mirandela, professor de violoncelo no Conservatório de Música de Bragança, professor de violoncelo, naipe na Esproarte.

Participou na fundação do projeto Xiquitsi em Maputo, onde desempenhou tarefas de professor de violoncelo, contrabaixo, naipe e direção de Orquestra.

Realiza Masterclasses em Portugal, França e Suíça.

Foi violoncelista na Orquestra do Norte, músico convidado da Orquestra Sinfónica do Porto, da Casa da Música e membro fundador do Oporto Trio.

É também professor nas Masterclasses da International String Academy, como assistente do Professor Ran Varon.


João Gusmão

Professor de guitarra clássica especializado na vertente Folk e Fingerstyle

João Gusmão

Iniciou a sua atividade como músico (guitarrista) aos 15 anos, tocando em alguns bares. Em 2007 entra para a Escola De Música Óscar da Silva para o curso de Guitarra Clássica, onde se manteve até ao 5º grau.

Desde então tem-se especializado na vertente de Folk e Fingerstyle.

Em 2011 foi convidado a tocar no main floor do "Hardclub" com o seu projecto de fingerstyle. Ainda nesse ano ingressou no projecto "U'go", que tocavam temas funk e rock. Com este grupo tocou na "Música na rua", "Hardclub", "Volvo ocean race", "Casa da música", entre outros.

Em Maio 2012, tocou com os Trabalhadores do Comércio no fórum Maia como convidado. Em Agosto do mesmo ano, entra para o grupo "Pequeno David e os Sem Soninho", banda de música para crianças.

Nesse mesmo ano formou o Duo Andor Violeta, com Rita Ventura, que tem vindo desde então a fazer diversos concertos por todo o país. 

José Pedro Fangueiro

Professor de Acordeão

José Pedro de Sousa Fangueiro tem 20 anos e, atualmente, frequenta o 3° ano de licenciatura na Escola Superior de Artes Aplicadas onde estuda com o professor Paulo Jorge Ferreira. Iniciou os seus estudos musicais com 8 anos na Academia de Música de S. Pio X, na classe da professora Carisa Marcelino. Nesta mesma escola, estudou com o professor Vítor Monteiro até ao seu 5° grau ingressando, mais tarde, no Conservatório de Música do Porto, onde continuou com o mesmo professor, e completou o 8° grau. Frequentou cursos e Masterclasses com professores nacionais e internacionais, assim como, Paulo Jorge Ferreira, Carisa Marcelino, Gonçalo Pescada, Claudio Jacomucci, Miloš Milivojević, Friedrich Lips, Owen Murray, Vincent Lhermet, Bjarke Mogensen, Gorka Hermosa, Viatcheslav Semionov e Franck Angelis. Foi premiado em concursos a solo e música de câmara, dos quais se destacam o 1° Prémio nas categorias de Acordeão Solo e Música de Câmara do Concurso Interno do Conservatório de Música do Porto (2017); o 1° Prémio em Acordeão solo (Categoria D), o Prémio de Melhor Intérprete e o 2° Prémio em Música de Câmara Nível Superior no Concurso Folefest (2018), o 1° Prémio em Música de Câmara Nível Superior no Concurso Folefest (2019), o 2° Prémio ex aequo em Acordeão solo (Junior) e 2° Prémio em Música de Câmara no Concurso Internacional de Acordeão em Alcobaça (2017). 

Bruno Eurico

Professor de Bateria 

Em 2006 inicia o estudo de bateria e combo na Escola de Jazz do Porto com o professor Koen Van Echs.

Em 2008 conclui a formação de Banda Sonora para cinema no Cineclub da Maia.

Em 2009 começa a desempenhar funções de coordenador e produtor musical nos canais de televisão MVM e Regiões TV.

Em 2010 trabalhou como Road Manager de bandas na agência NZ Produções.

Desde 2005 participou em vários projetos musicais com destaque para Slide, When the Fat Lady Sings e Yellow Move.

Trabalha como produtor e promotor de eventos desde 2015.  

Jorge Castro

Professor de Contrabaixo, Baixo elétrico, Baixo Acústico.

Jorge Castro

Natural de Braga, iniciou os seus estudos musicais em 2000 pelo Baixo Eléctrico. Ingressa em 2005 na Escola Profissional de Música de Viana do Castelo onde terminou o Curso de Instrumento. Posteriormente, ingressa na Academia Nacional Superior de Orquestra na classe do prof. Adriano Aguiar, terminando a licenciatura na ESART/IPCB na classe do prof. Adriano Aguiar, com 19 valores no recital final e média final de curso de 16 valores. Realizou o Mestrado em Ensino de Música na Universidade do Minho. Em Master Class, trabalhou com António Augusto Aguiar, Leon Bosch, Giuseppe Ettorre, Chi-Chi Nwanoku, Alejandro Elrich Oliva, Marc Ramirez, Catalin Rotaru, Rinat Ibragimov, Michael Wolf, Iouri Axenov, Petia Bagovska, Duncan McTier, Massimo Giorgi, Petru Iuga, Alberto Bocini, Thierry Barbé, Gabrielle Ragghianti e Janne Saksala.

A nível orquestral, trabalhou com as seguintes orquestras: Remix Ensemble, Orquestra Sinfónica Portuguesa, Orquestra Sinfónica do Porto/Casa da Música, Orquestra Clássica de Espinho, Orquestra do Algarve, Orquestra Académica Metropolitana, Orquestra da Universidade do Minho, Orquestra Ópera no Património, Orquestra Clássica do Centro, Orquestra Sinfónica Metropolitana e Orquestra Metropolitana de Lisboa. Gravou para RDP/Antena 2 e actuou em directo para RDP/Antena 2 e a RTP 1.

Ganhou o 1º Prémio no 2º Concurso de Composição do séc XXI "Olivier Messiaen" com "Serenata" para contrabaixo solo.

Através de prova, ganhou um lugar de Contrabaixo Solista B através de prova para a "Fundação Orquestra Estúdio - Capital Europeia da Cultura Guimarães 2012", fazendo parte da mesma até à sua extinção.

Em 2013, participou nas tournées pela África do Sul, Espanha e Holanda com a The World Orchestra, sob direção do Maestro Josep Vicent, actuando em festivais como o de Stellenbosch, Durban, Cape Town, Gratchenfestival, onde desempenhou o lugar de Chefe de Naipe.

Foi solista, juntamente com Samuel Abreu, no Concerto para 2 Contrabaixos de G. Bottesini com a Orquestra Con Spirito.

Foi professor de Contrabaixo e Música de Câmara na Escola Profissional de Música de Viana do Castelo e na Academia de Música de Viana do Castelo. Actualmente, professor de Contrabaixo no Conservatório Bomfim e na Academia de Música de Paços de Brandão.

Maestro/Ensaiador da Orquestra de Cordofones Tradicionais de Braga.

Actualmente, é chefe de naipe de Contrabaixo na Orquestra Filarmónica Portuguesa e na Orquestra de Guimarães.

Membro fundador do grupo "Indigo Quintet" de música original com a formação de Corne Inglês, Contrabaixo, Guitarra, Violoncelo e Percussão.

Vasco Eduardo Oliveira da Costa

Professor de Piano e Violino

Vasco Eduardo Oliveira da Costa, nascido em Vila do Conde no ano de 1979, iniciou os seus estudos musicais na Academia de Música S. Pio X, aos 9 anos, na classe de violino do Prof. José Tavares.

Paralelamente iniciou os seus estudos de piano como autodidata.

Entre os anos de 1994 e 1997 prosseguiu a sua aprendizagem musical na Artave, na classe de violino do Professor António Gaio Lima. Após o início dos seus estudos na Escola Profissional Artística do Vale do Ave realizou inúmeras audições e concertos em orquestra orientado por maestros de reputação como Ernest Shelle, Emílio de César, António Soares e foi também concertino desta mesma orquestra.

Ingressou no ano lectivo de 1997/1998 na Escola Superior de Musica do Porto na classe do professor Radu Lupu Ungureanu.

Foi admitido no Conservatório Rimsky-Korsakov de São Petersburgo (Rússia), como aluno do pianista e pedagogo, Leonid Nicolaivich Sintsev, de 2000 a 2003 e realizou vários concertos como pianista e em música de câmara na sala Glazunov.

Continuou na classe do mesmo pianista e pedagogo, na Escola Superior de Musica da Catalunya (Barcelona), bem como na classe do violinista e pedagogo Gerard Claret, entre os anos de 2003 a 2007.

Em 2008 e 2009 foi convidado para ser o pianista e violinista da peça "piaf" (Edit piaf) de Pam Gens, encenada por Filipe La Feria, onde estreou nos Açores (Angra do Heroísmo), Porto no teatro Rivoli e por último no teatro Politeama em Lisboa.

Também participou como maestro (pianista) no musical "A gaiola das loucas".

Entre 2009 e 2013 foi professor de piano e pianista acompanhador no Conservatório de Música do Vale do Sousa (Lousada).

Entre 2014 e 2016 foi professor de piano na escola Migros na cidade de Berna (Suiça).

Entre 2017 e 2018 atuou como pianista com a companhia de teatro Emcaixa em vários festivais e cidades de Portugal.

Em 2019 atuou como pianista solista na casa "Teresa" em Salvador da Bahia (Brasil) e no parque "Nazpark" em Varsóvia (Polónia)

Cursos:

Violino - André Gousseau (Cursos de Aperfeiçoamento Musical em Vila do Conde).

- Gerardo Ribeiro (Artave).

Piano - Vitalij Margulis (Cursos de Aperfeiçoamento Musical em Vila do Conde).

- Accademia Musicale de Siena (Itália) por 2 meses.

Orquestra:

Orquestra de Verão em 1993 e 1994 sob a direcção do maestro Leonardo de Barros.

Vários estágios a nível nacional, com diversos maestros.

Concertino da orquestra Artave.

José Pedro Lima

Professor de guitarra.

José Pedro Lima, natural de Viana do Castelo, iniciou os seus estudos musicais na Academia de Música de Viana do Castelo, concluíndo o Curso Complementar de Guitarra na Escola de Música Óscar da Silva, em Matosinhos. Em 2016 licenciou-se em Guitarra na Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo (ESMAE), na classe do professor Artur Caldeira. No ano seguinte muda-se para Sevilha, Espanha, para estudar e aprofundar os seus conhecimentos de Guitarra Flamenca com Paco Cortés e Javi Gomez. Frequenta de momento o segundo ano de Mestrado em Guitarra na vertente de ensino na ESMAE. Ao longo do seu percurso académico e profissional participou em masterclasses com guitarristas como Carlo Marchione, Dejan Ivanovic, Margarita Escarpa, Giovanni Granno, José Pina, Micholis Kontaxakis, Pedro Rodrigues, Paula Marques, Xavier Llonch, entre outros.Para além da sua actividade como docente, tem-se apresentado como concertista em público a solo e em formações de música de câmara, maioritariamente através de recitais de música clássica, Fado, entre outros géneros. 

Gonçalo Mourinho

Professor de Guitarra, Guitarra elétrica, Cavaquinho, Ukulele

Nasceu em Lisboa em 1986, mudou-se para Coimbra em 2004.
Já com o objectivo de ser músico profissional desde os 15, em 2006 ingressou na Associação Cultural sitio de sons onde começou a estudar guitarra com Professor João Paulo Vieira, sendo praticamente autodidata até então.
Em 2007 ingressou no curso de Jazz do Sitio De Sons onde completou o terceiro ano, tendo como Professores João Paulo Vieira, João Freitas, Mauro Ribeiro, João Firmino e António Silva.
Fez parte de vários projectos de covers e lecionou formação musical e aula instrumento durante um ano na Associação Cultural sitio de sons.
Fez parte como membro integrante da banda de folk, Innerthoughts, participando no seu album homónimo editado em 2012 pela Cogwheel Records
Em 2011 ingressou na L.C.C.M (Middlesex University) no curso superior de Performance musical e Produção Musical.
Licenciando-se em 2014 com nota final de 2.2, especializando-se em Produção no seu ultimo ano.
Durante o curso teve aulas com alguns dos mais reconhecidos músicos, produtores e técnicos em Londres (Ed Speight, Mark Armstrong, Blake Wilmer, Tommy Emmerton, Simon Wallace, Richie Stevens, Nicholas Hunt, Boris Sass, Bryan McLellan entre outros).
O âmbito do curso levou-o a aprender a adaptar-se a vários estilos musicais contemporâneos (jazz, rock, funk, blues, folk, metal, fusão)
Em 2014 regressa a Portugal onde leciona, e integra a banda de Rock alternativo/Math Rock, Hanging By A Name, como baixista.
Tem como objectivo, implementar os ensinamentos obtidos no curso na área do ensino bem como performer e prestador de serviços âmbito musical.


Pedro Vidal

Professor de iniciação a gravações, Produção musical, Estúdio de gravação móvel, Produtor. 

Pedro Vidal


Músico profissional desde 2004, quando ingressou na banda Blind Zero onde permaneceu durante oito anos.

Desde aí tem tido um percurso recheado de discos e participações, fazendo parte das bandas Wraygunn, Rita Redshoes e Jorge Palma.

Com Jorge Palma permanece há 12 anos como guitarrista e director musical.

Como músico de estúdio teve várias participações como Gnr, Sean Riley, Anaquim, Mazgani, Paulo Praça entre outros.

Em paralelo à sua actividade de músico tem mantido também uma faceta de Produtor e Engenheiro de Som.Começando essa actividade muito cedo desde os 19 anos, tem vindo a evoluir nessas áreas tendo culminado com 6 anos de experiência no estúdio Vale de Lobos propriedade de Rui Veloso.

Nesse estúdio realizou inúmeras gravações e produções como por exemplo João Gil, Magano, João Barradas, Jeffery Davis, Mario Laginha, Raquel Tavares, Carminho entre muitos outros.

Todos estes anos de experiência traduzem-se num excelente conhecimento dos processos de gravação e todas as tecnologias envolvidas.

Agora abraça um novo desafio para transmitir esses anos de experiencia a novos produtores e engenheiros que queiram evoluir nessa área de gravação.